ABENGE ESTUDANTIL




QUEM SOMOS?


A ABENGE Estudantil é ramo estudantil da Associação Brasileira de Educação em Engenharia, um movimento de estudantes comprometidos em promover a educação em engenharia.

Missão:

Tornar a educação em engenharia mais conectada com as demandas da sociedade, formando estudantes que sejam agentes de mudança no seu processo de formação.

Visão:

Ter até 2022, uma rede de associados com estudantes de todas as unidades federativas do Brasil, e que atuem como replicadores das ações da ABENGE Estudantil.

Valores:

Protagonismo estudantil - prezamos pelo estudante enquanto agente ativo da realidade educacional em engenharia

Inquietude - membros questionadores e que buscam transformar sua realidade enquanto estudantes

Coletividade - prezamos pelo trabalho em conjunto e unido

Pluralidade - celebramos a diversidade de pessoas e ideias, é a partir delas que se constrói o novo

DIRETORIA 2020


Ingrid Andrade Reis Marcus Vinicius Lyra Leonardo Pollettini Marcos Amanda Luisa Silva Paulo Filardi Mendonça

Acompanhe nossas ações nas redes sociais:



EM BREVE !!!!




EM BREVE !!!!




PROGRAMAÇÃO

HORA

SEGUNDA-FEIRA (16/09/2019)
I Simpósio Brasileiro de Aprendizagem Ativa na Educação em Engenharia
I SBAAEE

LOCAL

FACULDADE ARI DE SÁ

08:00 ...

Credenciamento para o Seminário (Faculdade Ari de Sá)

09:00 / 10:30
(01:30)

Keynote interactive session: Active Learning: Opportunities and Challenges
Jens Myrup Pedersen (Associate Professor Aalborg University, Department of Electronic Systems)
Coordenação: Valquiria Villas Boas Gomes Missell (Abenge)

10:30 / 11:00

INTERVALO (Coffee break)
LANÇAMENTO DO LIVRO:“UMA NOVA SALA DE AULA É POSSÍVEL”

11:00 / 12:45
(01:45)

Oficina 1 - A estratégia TBL - Team Based Learning - Flávio Watanabe e Armando Antonialli (UFSCar)
Oficina 2 - Desenvolvendo atividades mão na massa 4.0 - A modelagem bifocal no ciclo básico da escola de engenharia para o Séc XXI - José Benício Costa e Alexandre Rodrigues (UFPA)
Oficina 3 - O cotidiano da sala de aula invertida - Isolda Giani de Lima (UCS)
Oficina4 -Uma proposta de trilha de aprendizagem engajada, adaptativa e por competências -Gabriel Elmor Filho (IME)

12:45 / 14:15

ALMOÇO

14:15 / 16:00
(01:45)

Oficina 5 -O uso da fotografia como recurso pedagógico para o desenvolvimento da consciência socioambiental -Renato Martins das Neves (UFPA)
Oficina 6 - O uso do Kahoot na prática de métodos ativos nas disciplinas de projetos - Miguel Angel Chincaro Bernuy (UTFPR)
Oficina 7 - Aprendizagem através de uma atividade hands on utilizando a metodologia ativa Project Based Learning (PBL)- Luiz Carlos de Campos (PUC-SP)
Oficina 8 -Aulas interativas com recursos digitais - Flávio Watanabe e Armando Antonialli (UFSCar)

16:00 / 16:30

INTERVALO (Coffee break)

16:30 / 17:45
(01:15)

Mostra de Boas Práticas - Sessão de pôsteres

17:45 /18:15

Encerramento

Vagas: 100
Investimento: Gratuito para os inscritos no COBENGE
Inscrições: 20 de julho a 30 de agosto de 2019

Organização e Realização:


ABENGE
Faculdade Ari de Sá
Universidade Federal do Ceará
Grupo de Trabalho em Aprendizagem Ativa na Educação em Engenharia - GTAAEE

Equipe Organizadora:

Valquíria Villas-Boas (GT-AAEE-ABENGE/UCS)
Gabriela Ribeiro Peixoto Rezende Pinto (GT-AAEE-ABENGE/UEFS)
Dianne Magalhães Viana (GT-AAEE-ABENGE/UnB)
Renato Martins das Neves (GT-AAEE-ABENGE/UFPA)
Leonardo Tavares (Faculdade Ari de Sá)

Resumo de Oficinas/ Workshops


1 A estratégia TBL - Team Based Learning (workshop)
Flávio Watanabe e Armando Antonialli (UFSCar)

Apresentação da estratégia TBL por meio da experiência de vivenciar todas suas etapas, além de evidenciar a potencialidade desta atividade na substituição de aulas expositivas tradicionais e no desenvolvimento de habilidades transversais pelos estudantes.

2 Desenvolvendo atividades mão na massa 4.0 - A modelagem bifocal no ciclo básico da escola de engenharia para o Séc XXI (oficina)
JoséBenício Costa e Alexandre Rodrigues (UFPA)

Modelagem bifocal (MB) é uma estrutura para a aprendizagem STEM, que permite a exploração da ligação entre os modelos computacionais com o mundo físico em tempo real. Os participantes terão a oportunidade de compreender e refletir sobre os seus principais aspectos e o potencial para tornar as experiências de aprendizagem mais conectadas com o desenvolvimento de competências para o século XXI.

3 O cotidiano da sala de aula invertida (workshop)
Isolda Giani de Lima (UCS)

A estratégia da sala de aula invertida requer o planejamento de uma continuidade entre o que acontece antes, durante e depois da aula, além de um processo de avaliação coerente. A partir do interesse de cada participante, o workshop será constituído de três momentos: estratégias de estudos prévios; desenvolvimento da aula; processo de avaliação.

4 Uma proposta de trilha de aprendizagem engajada, adaptativa e por competências (workshop)
Gabriel Elmor Filho (IME)

Apresentação de uma trilha de aprendizagem flexível a partir da sala de aula invertida, dos sete princípios norteadores e de boas práticas das principais estratégias e métodos de aprendizagem ativa. Organização de uma sequência de atividades e experiências estruturadas tendo em vista o desenvolvimento de atitudes, habilidades socioemocionais e competências.

5 O uso da fotografia como instrumento de ensino-aprendizagem para o desenvolvimento da consciência socioambiental (oficina)
Renato Martins das Neves (UFPA)

Uso de celular para produção e leitura de imagens.
A socialização coletiva propicia a construção social da relação ensino-aprendizagem na medida em que, a partir de suas próprias percepções materializadas pela imagem fotográfica, os participantes passam a compreender e ampliar o seu campo visual em relação à sociedade, à arte e à ciência.

6 O uso do Kahoot na prática de métodos ativos nas disciplinas de projetos (oficina)
Miguel Angel Chincaro Bernuy (UTFPR)

O aplicativo Kahoot! é uma ferramenta de avaliação gratuita na Web, que permite o uso de quizzes na sala de aula, e auxilia no envolvimento dos alunos. Funciona em qualquer dispositivo tecnológico conectado a Internet.

7 Aprendizagem através de uma atividade hands on utilizando a metodologia ativaProject Based Learning - PBL (oficina)
Luiz Carlos de Campos (PUC SP)

Aplicação da metodologia PBL na construção de um modelo da ponte arqueada de Da Vinci. A partir de materiais simples é montada a ponte desenvolvida entre 1485 e 1487 e explorados conceitos de Mecânica dos Corpos Rígidos.

8 Aulas interativas com recursos digitais (workshop)
Flávio Watanabe e Armando Antonialli (UFSCar)

Proposição de alternativas e estratégias para a elaboração de apresentações e aulas expositivas interativas, utilizando aplicativos acessados via web pelos estudantes em seus smartphones.





Submissões
Datas Importantes

• 05/09/2018 – Início do envio de trabalhos

• 23/11/2018 - Data limite para envio de trabalhos (nova data)

• 15/12/2018 - Divulgação dos trabalhos aprovados

• 09/02/2018 - Data limite para os autores de trabalhos aprovados realizarem a inscrição no Fórum.

Submissão de Trabalhos

Você está convidado para submeter o seu trabalho para o II Seminário de Educação Empreendedora em Engenharia. O envio de trabalhos será feito através do e-mail: gt.educacaoempreendedora@gmail.com em conformidade com o modelo de trabalho anexo e com os temas e datas informados abaixo.

TEMPLATE PARA SUBMISSÕES

Temas de Interesses


O envio de trabalhos deverá ser enquadrado em um dos temas abaixo:


1. Educação Empreendedora e Projeto Pedagógico do Curso em Engenharia

2. Abordagens, métodos, técnicas para o desenvolvimento das habilidades empreendedoras

3. Formação e Capacitação de Professores em Educação Empreendedora

4. Avaliação da aprendizagem/desenvolvimento das habilidades em Educação Empreendedora

5. Avaliação dos Egressos, Educação Empreendedora e Articulação Empresarial

Mini-Curso Pré-Seminário

O participante do II Seminário está convidado à fazer a inscrição no mini-curso pré-seminário,realizado no dia 21/03/2018 das 8:30 às 17:00 sobre “`Técnicas de Educação Empreendedora para Professores dos Cursos de Graduação em Engenharia”. O valor do mini-curso será divulgado posteriormente.

Sessão Técnica

Os interessados em participar do Seminário poderão encaminhar trabalhos para as sessões técnicas. Os trabalhos serão avaliados por um Comitê da área. Cada trabalho aprovado terá o tempo de 20 minutos para apresentação na sessão técnica

Trabalhos Aprovados

ARTIGOS APROVADOS PARA O II SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO

EMPREENDEDORA EM ENGENHARIA

Relação por ordem de autor principal

  Autor Principal Título do Artigo
1

Abson L. P. Silva

ABORDAGEM EMPREENDEDORA: DESENVOLVIMENTO DO
MÓDULO EMPREENDEDOR

2

Abson L. P. Silva

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS METODOLÓGICAS E
EMPREENDEDORAS NA ESCOLA DE CIÊNCIA TECNOLOGIA (ECT
UFRN)
3

Ana Caline E. de Oliveira

EMPREENDEDORISMO TECNOLÓGICO: O CENÁRIO DE
INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA UFRN

4 Andrea de Freitas Avelar DESENVOLVIMENTO DE BUSINESS MODEL CANVAS PARA GRADUANDOS EM ENGENHARIA CIVIL
5 Antônio Genilton Sant´Anna

EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA EM ENGENHARIA: ESSE NEGÓCIO REQUER UM PLANO.

6

Carlos A. Vecchi

DESARROLLO DE CAPACIDADES EMPRENDEDORAS.
USO DEL MODELO DE ROL
7 Caroline Thays dos Santos Alves

O EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE
PRODUÇÃO: UMA VISÃO DISCENTE DO PPC DA UFAL – UNIDADE
PENEDO/AL

8 Claudia Veloso

A EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA NOS PROJETOS PEDAGÓGICOS DOS CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL DAS INSTITUIÇÕES PRIVADAS DO VETOR NORTE DE BELO HORIZONTE

9 Elis Regina Duarte EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA E METODOLOGIA PBL INTEGRADAS PARA FORMAÇAO DO ENGENHEIRO 4.0
10 Fabio de Brito Gontijo

UNIPAM INTEGRANDO O EMPREENDEDORISMO E A EDUCAÇÃO

11 Flavio Junior

Programa 4Cs – Projeto Speed FAE-ECO

12 Glauco Vinicius de França Furstenberger EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA POLITÉCNICA DA PUCPR – EMPREENDEDORISMO DISCIPLINADO PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFT SKILLS NA ENGENHARIA
13

Lílian Barros Pereira Campos

FORJANDO EMPREENDEDORES:
O PAPEL DOS ENGENHEIROS SEM FRONTEIRAS
14 Monique Suellen Tomaz

USO DA TEORIA DOS JOGOS COMO MÉTODO INOVADOR NO PROCESSO DECISÓRIO DE INVESTIMENTO DA ENERGIA SOLAR

15 Norimar de Melo Verticchio UTILIZAÇÃO DO EDUSCRUM NO ENSINO DE CNC NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA NO CAMPUS BETIM DO IFMG
16 Otaviano Martins Monteiro AVALIAÇÃO DE UM PROJETO DE EXTENSÃO QUANTO A FORMAÇÃO DE JOVENS COM PERFIS EMPREENDEDORES EM PROGRAMAÇÃO E ROBÓTICA
17 Rosângela de Fátima Stankowitz DESIGN THINKING PARA O ENSINO DO EMPREENDEDORISMO TECNOLÓGICO: PROPOSTA PARA A UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ - UTFPR
18 Sonia Marise

A ESCOLA DE EMPREENDEDORES DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DOS ENGENHEIROS

Observações:

1)O trabalho final com as recomendações dos avaliadores deverá ser enviado até 09/02/2019, para o emailgt.educacaoempreendedora@gmail.com. A confirmação do nome do apresentador do trabalho deve ser incluída no email.


2) A inscrição no II Seminário deve ser realizada diretamente no site da ABENGE, mesmo realizando a confirmação de apresentação de trabalhos por email.